Depoimentos

 

Quero agradecer pelo carinho, que fui acolhida no Universo Joel Aleixo. Foram anos de angústia que me impedia de realizações, as pinicações e coceiras  que sentia no corpo, desapareceram logo no primeiro mês de tratamento. Hoje estou mais tranquila,  voltei a acreditar novamente na Vida.

Andréia Helena, Contadora

 
 

Quando comecei o tratamento, estava passando por uma fase muito difícil. Sentia muita culpa, tinha perdido a vontade de viver e só conseguia me focar no meu trabalho. O tratamento com florais me ajudou a superar esses problemas e hoje tenho mais disposição para analisar os meus conflitos pessoais e internos.”

Tabata da Costa Pinto, assistente administrativa


 

Os florais começaram a trazer mudanças já na primeira semana. Consegui combater muitas inseguranças e medos. As mudanças emocionais melhoraram muito a minha qualidade de vida."

Everaldo de Peder, administrador de empresas

 

Comecei a usar os florais em um momento muito difícil da minha vida. Com eles pude compreender o que estava acontecendo comigo e a me fortalecer para arrumar as coisas. Foi uma experiência muito positiva para mim.”

Felipe de Amorim, produtor cultural

 

Eu uso os florais há 2 anos. Agora estou tomando os florais astrológicos e estou encantada com os resultados. Os aspectos que estou trabalhando foram definidos pelo terapeuta junto comigo a partir da leitura do meu mapa astral e dos meus conflitos. Percebo como estou lidando bem com essas dificuldades e deixando a energia fluir.”

Ma Deva Suvalia, gerente de terapias do Hotel Ponto de Luz

 

Experimentei os florais Joel Aleixo depois que alguns amigos relataram os bons resultados. Confesso que não tinha muitas expectativas, mas os florais trouxeram boas sensações para mim. Os resultados foram ótimos e estou em um momento bem melhor hoje.”

Valdecir Carnavalli, ator e palhaço

 

Minha filha Danielle começou a tomar os florais Joel Aleixo há dois anos. Ela era uma menina triste e tinha dores de estômago de origem emocional. Senti uma melhora já no primeiro mês. Hoje, aos 10 anos, ela é outra criança, muito mais alegre e faladeira.”

Angela Regina Gavioli